A ex-presidente Dilma Rousseff (PT) disse, em depoimento ao juiz federal Sergio Moro, por videoconferência, que o governo tinha interesse no grupo Odebrecht não em função de doação para campanhas políticas, mas pela importância de suas empresas.

A ex-presidente foi questionada pelo advogado José Diniz, que defende o doleiro André Gustavo, suspeito de ser responsável por repasses de propina e um dos réus na ação penal, se “assuntos de interesse da Odebrecht eram sondados junto à Presidência da República para que efetivamente as decisões fossem tomadas no Banco do Brasil”. Bendine comandava o banco antes de assumir a Petrobras.

“Eu não tenho sequer o mais pálido conhecimento desse tipo de atitude do grupo Odebrecht”

Dilma Rousseff, ex-presidente da República

Confira na íntegra o depoimento da ex-presidente a Moro:

Fonte: https://noticias.uol.com.br/